NOTÍCIAS

| 5 de fevereiro de 2020

Alunos de Odontologia do UNIPÊ participam de ação para o Dia Nacional da Visibilidade Trans

Alunos do Curso de Odontologia do UNIPÊ levaram serviços de educação e promoção de saúde bucal para a Feira de Empregabilidade e Serviços. A feira aconteceu dia 29 de janeiro, dentro da programação da Semana de Visibilidade Trans realizada pela prefeitura de João Pessoa através do Programa de Transcidadania.

Na ocasião foram feitas orientações, escovação supervisionada e distribuídos kits de higiene oral. Além de exames bucais para identificar as principais necessidades odontológicas. Os usuários receberam as devidas orientações e foram direcionados para a Clínica Escola de Odontologia, onde receberão tratamento gratuito durante o ano de 2020. Foram selecionados 23 usuários, entre homens e mulheres trans e não binários (sem definição de gênero masculino ou feminino, em específico).

A ação marca o lançamento do Projeto de Extensão RISO TRANS. A iniciativa surgiu da preocupação de estudantes e professores de Odontologia da UNIPÊ que fazem parte da fraternidade LGBT, Triângulo Rosa. Estudos apontam a dificuldade de pessoas transexuais no acesso ao SUS, que sofrem desrespeito ao nome social, a transfobia, ocasionando em abandono de tratamento. Atentos a isso os alunos e professores da UNIPÊ oferecem seu tempo e habilidades para atender esse público.

O Riso Trans tem como objetivo reabilitar o sorriso de pessoas trans, favorecendo a sua inserção no mercado de trabalho, como ferramenta de suporte para o programa municipal Transcidadania, que tem inserido essas pessoas no mercado de trabalho formal. Alessandra Mireilla, aluna concluinte do curso, em rede social, comenta: “Que orgulho dessa faculdade, pioneira, empoderada, abraçando diversas causas”.  Alessandra é extensionista do Projeto Apolônias da Paraíba, que foi um dos finalistas do prêmio Estudante do Bem, no evento da ONG Turma do Bem em novembro de 2019, na cidade de São Paulo.

“A participação dos alunos e professores em ações dessa natureza, permite um maior contato com as diferentes realidades e diversidade populacional. A UNIPÊ já trabalha com mulheres vítimas de violência, e agora estamos colaborando para a inclusão do público trans. Colaboramos com a garantia da qualidade de saúde bucal, para que o homem ou a mulher trans possam estar aptos para disputar uma vaga no mercado de trabalho, em condições de igualdade. Com isso, ajudamos a formar profissionais mais humanos e comprometidos com as necessidades da população”, relata o coordenador do curso Marcos Vasconcelos.

As necessidades de atendimento odontológico são demandadas pelo Centro de Cidadania LGBT, diante da identificação dos agravos observados. Os alunos exerceram papel fundamental na triagem e atendimento, Lucas Costa, aluno do nono período, comenta que “a experiência vivida na ação social promovida pelo centro de vivência LGBT em parceria com o Projeto Riso Trans (UNIPÊ) foi incrível, eu como estudante de odontologia me sinto orgulhoso ao participar de ações sociais voltadas para a comunidade LGBTQIA+, a qual faço parte.”

CADASTRE-SE

Recebas as notícias em primeira mão.