NOTÍCIAS

educacional | 7 de abril de 2021

Especialista do Cesuca aponta planejamento estratégico para pequenas empresas frente à pandemia

Eduardo Roberto Soares Batista, docente do curso de Engenharia de Produção do Cesuca, orienta estratégias de planejamento à pequenos negócios na pandemia

Para marcar o Dia da Engenharia, no próximo 10 de abril, o Centro Universitário Cesuca, instituição que integra o grupo Cruzeiro do Sul Educacional, destaca orientações de planejamento estratégico em apoio à pequenas empresas frente à pandemia. As dicas são do especialista Eduardo Roberto Soares Batista, coordenador do curso de Engenharia de Produção, com reconhecimento pelo MEC como o melhor curso do Brasil, que ressalta ainda a atenção redobrada do empresário ao abrir um negócio neste momento.

Em tempos de pandemia, cresce o número de aberturas de novas empresas como forma de sobrevivência. E é partir daí, que a situação exige que as pequenas empresas sejam mais focadas em seu objetivo de negócio, uma vez que a dispersão de esforços e recursos podem ser fatais para a sua permanência no mercado.

Segundo Eduardo Soares, neste momento de retornos incertos, um dos conselhos é restringir investimentos ao necessário, se isso não trouxer retornos em curto prazo. “Reduzir o nível de alcance e esperar na defensiva, tratando de sobreviver, é a melhor alternativa. Alguns negócios que possibilitem a opção de tele-entrega e independam do atendimento presencial, por exemplo, são mais promissores do que outros que não podem depender disso”, orienta o professor.

Para isso, o especialista aponta que o planejamento de produção é essencial ser considerado na hora de produzir aquilo que será vendido, a fim de movimentar pessoas e equipamentos em vista de algo que será comercializável mais imediatamente, e não formar estoques. “Esse formato se aplica a todas as empresas que produzem bens tangíveis. Dependendo do tipo de produto, esse planejamento se torna fundamental para a evitar a perda de tempo produtivo e o investimento de capital”, ressalta.

De acordo com Eduardo, embora o planejamento de produção seja de fundamental importância para todas as empresas, cada uma têm diferentes escalas de relevância desse planejamento para seu negócio. “Fábricas com um output de maiores volumes, como produtos em série e bens perecíveis, podem ter grandes perdas se não forem bem programadas as chegadas de insumos levando em conta o fluxo de vendas. Situação distinta de produtos artesanais e de demanda puxada, em que o negócio demanda menor influência dessa programação estruturada para a chegada de insumos e matéria prima, por exemplo”, explica o professor. “Como os empreendimentos procuram formar o mínimo de estoque possível, as entregas devem ser cada vez melhor agendadas, o que requer, por sua vez, uma boa organização daquilo que será produzido”.

Já o gerenciamento de uma pequena empresa deve ter uma pessoa responsável pelos processos. Se a produção for pequena, é possível recorrer até mesmo ao Excel para estes controles, do contrário, há softwares específicos para isso. “Porém, é muito importante que os registros sejam bem feitos, e que os estoques tanto de insumos quanto de produtos finais sejam fieis à realidade. Para isso, produtos com problemas de qualidade devem ser removidos da contagem, para não mascarar o estoque de produtos bons e prontos para a entrega. Também é essencial que a capacidade real de produção da empresa seja conhecida para cada produto a fim de se fazer uma previsão mais acurada da produção”, aponta Eduardo.

Entre os benefícios de seguir um planejamento de produção estão o de produzir o que é demandado pelo mercado, transformando de uma forma mais imediata em receita o que foi investido, e programar melhor as entregas de insumos. Além disso, o planejamento de produção resulta em uma produção mais organizada e ordenada, pois alguns produtos devem ser programados para serem feitos em uma sequência mais apropriada, tornando a produção mais fluida e contínua, com menos riscos de contaminação, como no caso de alimentos O planejamento da produção também é fundamental para a redução de paradas para troca de peças de máquinas, caso seja necessário alterá-las quando mudar o produto.

Veja abaixo os passos de um bom planejamento destacados pelo professor.

  1. Catalogo com os produtos e entrega. As informações do produto que irá vender devem estar expostas e explicadas, assim como o prazo de entrega;
  2. Organização da produção. Organizar os produtos em uma sequência de linha produtiva;
  3. Controle do estoque da produção. Verificar os estoques de matéria-prima para ver o que temos disponíveis e o que é necessário comprar. Caso ocorra algum atraso de entrega ou o prazo do fornecedor seja maior do que o esperado, talvez seja necessário alterar a ordem de produção na linha.
  4. Controle do estoque de produto. Deve-se fazer o controle do que foi produzido, tanto em termos de quantidade, se foi obedecido o plano original, quanto em termos de qualidade, pois não adianta produzir algo que não será vendido. 

CADASTRE-SE

Recebas as notícias em primeira mão.