NOTÍCIAS

| 25 de março de 2020

Especialista orienta sobre a importância de manter a rotina para evitar a ansiedade

Professora coordenadora do curso de Psicologia da Unicid, Ana Flávia Parenti, esclarece dúvidas e dá dicas para manter a calma e conter o medo em meio à quarentena

Com o objetivo de ajudar a população a conter a ansiedade por conta da situação atípica que o brasileiro vivencia hoje, a pandemia do novo Coronavírus, a coordenadora do curso de Psicologia, da Universidade Cidade de S. Paulo – Unicid, instituição que integra a Cruzeiro do Sul Educacional, Profa. Ana Flávia Parenti orienta sobre a importância de manter a rotina para evitar a ansiedade em período de quarentena.

A especialista esclarece que a ansiedade surge muitas vezes devido às expectativas e medo. Segundo Ana Flávia, nesse momento é preciso manter a rotina e realizar as tarefas prazerosas dentro de casa para amenizar a situação, e isso inclui atividades com crianças, jogos e brincadeiras em família, entre outras atividades domiciliares.

A busca por programas com conteúdos mais leves como entretenimento, filmes, músicas, ajudam a acalmar e contribuem para amenizar o medo e a ansiedade em geral. As tarefas domésticas como arrumar os armários, selecionar roupas para doação e eliminar excesso de utensílios também são dicas para a mente se distrair em casa nessa quarentena”, avalia a docente.

Outro ponto citado pela psicóloga, é sobre a importância de o indivíduo filtrar as muitas informações que chegam durante esse período, o que pode ser prejudicial e um gatilho para a ansiedade. “Nesse período, é preciso evitar informações que não sejam de fontes confiáveis e de órgãos oficiais. Evitar áudios de WhatsApp, por exemplo, sem fonte e sem identificação ou ficar acessando internet e televisão o tempo todo, absorvendo notícias ruins. Evitar programas sensacionalistas, e principalmente, não compartilhar informações sem ter certeza da veracidade, pois isso só aumenta o caos e colabora para a ansiedade”, explica.

A professora comenta ainda sobre como evitar a ansiedade noturna. “É recomendado evitar mudar a rotina de sono, assim o melhor é dormir sempre no mesmo horário, não comer alimentos pesados antes de se deitar, desligar o celular minutos antes e não o levar para a cama. O importante é mudar os pensamentos e não se deixar levar por eles”, argumenta.

Por fim, explica que devido ao atual momento do País, a tendência é que o ser humano faça reclamações desnecessárias. A professora conta que as pessoas também precisam observar com uma outra perspectiva a vida, a família e também para a sociedade, e isso colabora para que se fuja da ansiedade. “Conversar com outras pessoas ajuda e muito a manter-se conectado e alivia a ansiedade. É preciso ser inteligente nesse momento, aproveitar a própria internet, por exemplo, de um modo a contemplar o bem-estar e o equilíbrio emocional. As chamadas de vídeo com pessoas próximas podem ajudar. A meditação também é uma outra dica. Hoje existem aplicativos que ajudam os principiantes e nas redes sociais é possível encontrar diversas opções de meditação guiada”, indica a psicóloga.

CADASTRE-SE

Recebas as notícias em primeira mão.